segunda-feira, 23 de abril de 2012

Deus (que não é gay, mas muito paciente), três infelizes idiotas e a boa resposta de uma paróquia católica

Vi no UOL e julguei por bem compartilhar, sobretudo pela boa resposta da paróquia agredida (aliás, na verdade toda a comunidade cristã e todos os que valorizam o estado de direito foram agredidos).

Três frases escritas de vermelho na parede da Matriz da Igreja Católica chamaram a atenção da população de Santa Helena, cidade localizada na região Oeste do Paraná e que tem pouco mais de 23 mil habitantes: “Deus é gay”, “Pequenas Igrejas, Grandes Negócios” e “fuck the religions”. As pichações foram feitas na porta de entrada, o local onde centenas de católicos do município celebram e fazem suas orações. Os vândalos também fizeram o símbolo da cruz de ponta cabeça, e um símbolo do anarquismo.
A ação dos vândalos ocorreu na noite da última quinta-feira (19). Com a ajuda da população, a Polícia Militar local agiu rápido e prendeu os três suspeitos de terem praticado o ato de vandalismo.
Segundo o Portal Correio do Lago, "L.A.S., 19 anos, foi o primeiro detido e depois foram detidos M.J.O. e E.R.S. Segundo informou o sargento Botini, comandante local da PM, no depoimento eles alegaram consumo de bebida alcoólica, influência disso e insatisfação com a vida para praticar o ato de blasfêmia contra a igreja", publicou o site. Os três foram ouvidos e liberados, pois responderão a acusação em liberdade.
A Paróquia Santo Antônio se manifestou através de uma carta pública.
Leia a carta pública na íntegra.
“Ame o Senhor, seu Deus, com todo o seu coração, com toda a sua alma, com toda a sua força e com toda a sua mente; e ao seu próximo como a si mesmo”. (Lc 10,27)

A legislação brasileira dá o direito de expressão a todos os cidadãos, mas também exige respeito pelo patrimônio alheio, inclusive criminalizando atos de vandalismo e pichação.

Nesta manhã de sexta-feira os católicos de Santa Helena e porque não dizer, todas as pessoas de boa vontade, ao passarem pela Igreja Matriz Santo Antonio manifestam profunda indignação, reprovação e sentem-se ofendidos pelos atos de vandalismo que aconteceram ao longo desta noite de quinta para sexta, quando alguns elementos picharam a parede lateral da Igreja com ofensas à religião e a Deus.

Esses atos são considerados uma blasfêmia (do dicionário):

1. Ultraje a algo considerado sagrado, a uma divindade ou religião;
2. Palavras ofensivas e insultantes contra uma pessoa ou um objeto dignos de respeito).

Portanto, como Igreja Católica afirmamos:

1. A atitude dessas pessoas foi uma blasfêmia contra Deus, o criador de todas as coisas, e contra os católicos que usam este templo sagrado para as celebrações sagradas da comunidade e para seu encontro pessoal com Deus;

2. Como crime previsto na legislação, exigimos que as autoridades competentes investiguem o caso e dêem respostas a toda comunidade santa-helenense;

3. Esses fatos, como vários outros que tem sido corriqueiros em nossa cidade, são as consequências de uma sociedade que deixou os valores fundamentais de lado: valores da vida, do respeito ao próximo, da família, do amor a Deus;

4. Quando o ser humano é desumanizado naquilo que lhe é mais precioso – “ser imagem e semelhança de Deus” (Gn 1,26) qualquer ideologia: do poder, do dinheiro, da vaidade, do anárquico se avultam;

5.Por isso é urgente que a sociedade, a igreja, as famílias, os responsáveis pelos poderes públicos, os educadores de nossas instituições assumam esse papel de formadores da vida e das pessoas no cuidado dos valores que são fundamentais a todos: a vida, o ser humano em todas as suas dimensões, a liberdade religiosa e o respeito às manifestações de fé.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

As renúncias e os choramingos de pastor (série opiniões avulsas)


Todo mundo renuncia alguma coisa quando decide fazer outra. Claro! Se eu decidi ser o que sou e não investi em um de meus tantos sonhos de criança e adolescente (ser engenheiro florestal, ambientalista, oceanógrafo, professor de literatura brasileira, piloto de rally, ninja etc), isso se deve a alguma razão. As condicionantes das escolhas podem ser muitas. Mas a escolha está feita (até que eu queira de fato mudá-la, se houver tempo). Não posso acordar e reclamar que se eu fosse piloto de rally não teria que ficar enfurnado na frente do computador pesquisando meia hora sobre cultivo de azeitonas para traduzir uma pequena frase. Não posso olhar para meus parentes e ficar resmungando que se tivessem se mudado para o litoral eu poderia trabalhar com cavalos marinhos, tartarugas, baleias ou outras coisas mais emocionantes! Não posso, enfim, reclamar, sobretudo, do meu trabalho atual e culpá-lo por não ter escolhido as opções rejeitadas. Isso seria, no mínimo, um saco!

Mas parece que é costume de muitos pastores e líderes do meio gospel fazer algo semelhante. Não é por mal, mas tenho que comentar. Hoje mesmo, vi um pastor na tv dizendo que serve numa igreja aqui de BH com muito amor e que renuncia muitas coisas para estar com eles. Pra que cargas d'água ele tinha que falar que renuncia muitas coisas? 

Pois bem, é só um exemplo de um discurso que se multiplica por bocas e mais bocas. Até os ricassos pastores pop das megaigrejas fazem isso! Sim, e com lágrimas nos olhos dizem que entregaram suas vidas ao Senhor. Sim, ao Senhor e ao salário de vários milhares de reais que embolsam todos os meses, não é? E fazem isso em família até! Imaginem como rende! Bom, já mencionei o nepotismo eclesiástico e não é assunto para hoje.

O assunto atual é simples, é um pedido: Caros líderes, o choramingo não tem sentido algum! Parem com isso! É feio. É cansativo. Não leva a nada.

Eles até acham, talvez, que isso nos fará valorizar o trabalho que desempenham. Talvez, pensem que isso nos fará pagar um salário melhor com medo de que se arrependam de sua opção (isso quando não são eles mesmos que definem seus salários, como em algumas denominações!). Estão enganados. Todos fazemos escolhas. Todos renunciamos coisas. Todos! E se eles têm essa vocação e responderam positivamente a ela, não devem resmungar como se meio arrependidos, ou como se olhassem para trás invejando o que nem sequer se sabe se conseguiriam! Sim, alguns chegam a dizer: "Se eu não fosse pastor, estaria ganhando tanto no trabalho que eu teria!" E você sabe se teria trabalho? Qual trabalho? E, o mais importante, se você É pastor, se você se decidiu, por que ficar namorando a virtualidade de uma opção não tomada? Você está no presente real integralmente, ou seu coração está dividido entre o real e o virtual desejado secretamente?

Acho que uma boa resposta para esses choramingos seria: "Então desista do chamado, se está incomodado. Vá embora fazer outra coisa!" É o que eu gostaria de escutar se ficasse choramingando minha escolha com alguém. Caramba! Não vejo esse comportamento sendo louvado na narrativa de nenhum personagem Bíblico. Por que será? Certamente, porque aquele que faz a escolha pelo MELHOR não se sente atraído por outra coisa. E se eu me sinto atraído por outra coisa, como uma situação financeira virtualmente melhor, a ponto de ficar comentando sobre ela, é porque eu não considero o MELHOR tão MELHOR! Ou seja, ao tentar valorizar sua escolha e seu trabalho, louvando a própria renúncia, os pastores dão mostras de sua incerteza e até de uma possível incredulidade. Se eu escolhi o MELHOR (e o MELHOR, na minha cabeça, é justamente cumprir a vocação que me foi dada, seja ela qual for), eu tenho que me alegrar profundamente nisso e tê-lo como privilégio, deixando o que fica para trás - ou o que poderia ter sido - como um nada que só merece esquecimento, afinal, eu estou me envolvendo com o MELHOR! Quem saboreia uma pizza não fica de olho no pão velho, nem fica alardeando que abriu mão dele para ficar com a pizza!

E quantos o fazem! São muitos, quase todos! Por isso, se você, leitor, é pastor, não me leve a mal. Sei que você pode ter feito isso várias vezes. Em vez de se justificar, pense, reflita no conselho e, se julgar por bem, mude de comportamento. Inclusive porque a autobajulação não é virtude nem aqui nem lá na China (Isso é retórica. Na verdade não sei como isso funciona na China).

Bom, o desabafo de hoje é esse. Ah, sim, falta dizer que, enquanto pensava sobre isso, rememorei conversas com todos os pastores que conheci até hoje (batistas, luteranos, pentecostais, presbiterianos, metodistas e lá vai mais longe...). Para minha surpresa, o único de cuja boca não escutei esse tipo de choramingo é o meu atual pastor (há uns três anos é meu pastor). Fiquei feliz, pois acho que é prova de maturidade. Fico triste, contudo, quando percebo que todos os outros já choramingaram assim. Por que será que o fizeram? Alguns parecem tão comprometidos! Talvez o fazem por já ser costume reproduzido irrefletidamente. Ou será que ensinam isso nos seminários?

O caríssimo irmão Alberto, que muito bem escreve sobre liderança cristã, não abordou o choramingo no seu livro (acho que não). Alberto, fica, pois, a sugestão: falar sobre o líder choramingão!

Abraço,

Cesar,
sem choramingos, porque temos muito a fazer e pouco tempo para murmurar!


segunda-feira, 9 de abril de 2012

Eu não passaria na prova para Gari!!!!!

Este país é mesmo uma piada. Depois de anos e mais anos de estudo custeado pelo Governo Brasileiro, chego à triste conclusão de que eu não passaria em uma simples prova para Gari da cidade de Cambé, interior do Paraná. É trágico! Ou me formaram muito mal, ou essa prova é uma verdadeira aberração! Eu prefiro apostar na segunda alternativa, claro.

Veja algumas questões de "Atualidades" e teste seus "conhecimentos", ou melhor, sua "ignorância":


ATUALIDADES


Questão 31) A frase que deixou a personagem

“Valéria” famosa no programa Zorra

Total é:

A) “Ai, que louca que sou!”

B) “Ai, como sou mordida!”

C) “Ai, que loucura!”.

D) “Ai, como sou maluca!”

E) “Ai, como eu sou bandida!”


Questão 32) Assinale qual dupla sertaneja

que anunciou seu fim durante um show,

mas depois alegou ser um mal-entendido.

A) Bruno e Marrone

B) Jorge e Mateus

C) Fernando e Sorocaba

D) Zezé Di Camargo e Luciano

E) João Bosco e Vinicius


Questão 33) A cantora Paula Fernandes,

antes de se tornar famosa, participou de

uma novela da rede Globo de televisão chamada:

A) Uga Uga, de Carlos Lombardi.

B) Vale Tudo, de Gilberto Braga.

C) As Filhas da Mãe, de Sílvio de Abreu.

D) América, de Glória Perez.

E) Desejo Proibido, de Walter Negrão.


Questão 34) Jogador de futebol recém

falecido, que ficou famoso não só por

ser craque, visto como um intelectual libertário

no Brasil pós-ditadura e por liderar a “democracia

corintiana”, chama-se:

A) Biro Biro.

B) Garrincha.

C) Sócrates.

D) Toninho Cereso.

E) Ademir da Guia.


Questão 35) Escritor consagrado por

suas obras literárias, bastante conhecido entre

as crianças, pois se dedicou a um estilo

de escrita com linguagem simples onde realidade

e fantasia estão lado a lado. Pode-se

dizer que ele foi o precursor da literatura infantil

no Brasil, sendo uma das mais famosas

de suas obras o Sítio do Pica-Pau Amarelo,

que até hoje encanta muitas crianças e adultos,

trata-se de:

A) Orozimbo Nonato.

B) Oswaldo Aranha.

C) Monteiro Lobato.

D) Machado de Assis.

E) Maurício de Souza.


Questão 36) O STF, Supremo Tribunal

Federal, aprovou a aplicação de uma lei nas

eleições de outubro, tornando-se inelegíveis

os candidatos com condenações em segunda

instância, mesmo havendo possibilidade de

recurso, esta lei chama-se:

A) Lei da Honestidade

B) Lei da Improbidade

C) Lei da Política

D) Lei da Limpeza

E) Lei da Ficha Limpa


Questão 37) A dengue é uma praga

nos países de clima quente. A cada ano são

registrados 50 milhões de casos e 25 000

mortes. O agente transmissor desta doença

é o:

A) Aedis Egípcio

B) Aedes Egipt

C) Aedis Etílico

D) Aedes Aegypti

E) Aedis Agipidi



Questão 38) Fina Estampa é a primeira

novela totalmente ambientada no bairro

da Zona Oeste carioca, tendo como personagem

principal a Griselda, “heroína de bigode”,

conhecida como “Pereirão”. A atriz que

interpreta esta personagem é:

A) Deborah Secco.

B) Milena Toscano.

C) Bianca Salgueiro.

D) Lília Cabral.

E) Juliana Alves.



Questão 39) O craque de futebol

Cristiano Ronaldo que atua pelo Real Madrid,

ao comemorar com o lateral brasileiro Marcelo,

dançando a música de Michel Teló, após

fazer um gol contra o Málaga, pelo Campeonato

Espanhol, fez com que a coreografia virasse

febre nacional e mundial. O nome da

música que inspirou o craque chama-se:

A) “Ai se eu te aperto”.

B) “Ai como sou esperto”.

C) “Ai delícia”.

D) “Ai se eu te pego”.

E) “Delícia, delícia, assim você me mata”.



Questão 40) A Seleção Brasileira de

Futebol é o time nacional do Brasil de futebol

masculino, gerido pela Confederação Brasileira

de Futebol (CBF), que representa o país

nas competições de futebol organizadas pela

CONMEBOL e pela FIFA. É o time mais bemsucedido

de futebol na história das Copas do

Mundo, sendo a seleção nacional que mais

vezes conquistou o Mundial com:

A) três títulos.

B) quatro títulos.

C) cinco títulos.

D) seis títulos.

E) sete títulos.


Veja a prova completa aqui: http://www.funtefpr.com.br/images/arquivos/cambe/0012012/resultado/provas/GARI.pdf